SINOPSE DO LIVRO PORNOPOPÉIA

Clique na imagem para ampliar.
Capa do livro Pornopopéia por Reinaldo Moraes
Autor
Gênero
ANO DE LANçAMENTO
1969
editora
Objetiva
ISBN
9788573029444
Formato
15 x 23 cm
Nota do Leitor:   

Compartilhe

Compre este livro!

Livraria Saraiva
Livraria da Folha
Submarino.com.br
Extra
Livraria Cultura
Americanas.com
Buscapé
Veja também:

Carregando Sugestões



RESUMO DO LIVRO PORNOPOPÉIA


Zeca é um ex-cineasta marginal que ganha a vida fazendo comerciais de marcas obscuras. Quando assume o compromisso de filmar um anúncio para uma fá;brica de embutidos, é sugado por uma espiral de sexo e drogas. Depois de se ver envolvido com a morte de um traficante, o protagonista foge para uma cidadezinha praiana, onde dá; continuinidade à sua saga de atmosfera beatnik.

O prometido épico do autor de Tanto faz, livro que marcou uma geração de novos escritores

"O protagonista do Pornopopéia é um personagem picaresco, um Pedro Malasartes quarentão que acha que a vida é um Playcenter constante e vai tendo uma série de decepções ao longo da história" – Reinaldo Moraes

Ex-cineasta marginal obrigado, pela necessidade, a filmar vídeos promocionais, Zeca tem um único longa-metragem em seu currículo. Intitulado Holisticofrenia. Ele foi rodado sem recorrer à verba oficial ou à renúncia fiscal. "A única renúncia no filme foi à lógica", diz o protagonista. Como Zeca, Reinaldo Moraes chutou o balde vazio da literatice bem-pensante na hora de escrever Pornopopéia, onde fala sobre temas con-temporâneos como a obsessão pelo prazer e o individualismo exacerbado.

Vivendo na base do improviso, sem dinheiro, Zeca precisa rodar um vídeo insti-tucional sobre embutidos de frango. Sem saber ao certo por onde começar, no entanto, ele acaba entrando numa espiral de sexo, bebidas e drogas. Esse é o ponto de partida do romance de Reinaldo Moraes, que escreveu um livro de excessos para a era dos exces-sos.

O protagonista do livro é um produto do nosso tempo, com seu individualismo atroz e sua busca pelo prazer imediato. Sua ambição não é grande, mas seu apetite (por orgasmos e substâncias ilícitas) beira a voracidade. Essa fome o faz mergulhar numa jornada desregrada, de proporções quase épicas, que o autor narra com um texto fluido, inquieto, sempre em movimento, como o personagem.

Na contramão dos (anti-)heróis tradicionais, Zeca não está; atrá;s de redenção ou disposto a se transformar. Na maior parte do tempo, quer (muito) sexo, (muitas) drogas e mais nada. Não enxerga o ontem e o amanhã, só o agora. Esse jeito de ser eventual-mente o incomoda (“Porra, às vezes desconfio que não aprendi nada com a vida. No resto das vezes tenho certeza disso.”), mas é algo que ele resolve com mais uma dose.

Pela sua atualidade e também pela maneira como o autor domina o texto — de ritmo nervoso, ecoando o que se diz nas ruas, e não nos departamentos de literatura —, Pornopopéia é uma experiência única. E seus efeitos não são passageiros.

Fonte: Editora Objetiva

O que você acha sobre o livro ? Exponha sua opinião.

Nota

NOME *

e-mail (não será divulgado)

site

Comentário *

Comentários dos Leitores a Respeito de !

Seja o primeiro a opinar!

Livro do dia Livro do mês


O que ler?  O que ler?

Etapas

 Algumas perguntas

 Respostas processadas

 Filtragem do acervo

 Sugestões para você!

Indicações Indicações

Enquetes Enquetes

Em que site você costuma comprar livros?





Ver resultado

sinopsedolivro.net


O catálogo online de livros nacionais e internacionais

Política de Privacidade

Ajuda  Ajuda


Sobre  Sobre


Contato  Contato


Anuncie  Anuncie no site

Faça download de nosso Media Kit para saber como anunciar no Sinopse do Livro

Divulgue seu livro  Divulgue seu livro

oPa!Caroé