SINOPSE DO LIVRO CANÇÃO DE SUSANNAH - COLEÇÃO A TORRE NEGRA - VOL. VI

Clique na imagem para ampliar.
Capa do livro Canção de Susannah - Coleção A Torre Negra - Vol. VI por Stephen King
Autor
Gênero
COLEçãO
ANO DE LANçAMENTO
2006
editora
Objetiva
ISBN
8573027584
Formato
16 x 23 cm
Nota do Leitor:   

Compartilhe

Compre este livro!

Livraria Saraiva
Livraria da Folha
Submarino.com.br
Extra
Livraria Cultura
Americanas.com
Buscapé
Veja também:

Carregando Sugestões



RESUMO DO LIVRO CANÇÃO DE SUSANNAH - COLEÇÃO A TORRE NEGRA - VOL. VI


Penúltimo volume da coleção A Torre Negra traz como destaque trecho ?em que o próprio King vira personagem da trama

"Uma mistura hipnótica de suspense e sentimentalismo (...) uma história agitada e cheia de demônios, monstros, escapadas incríveis e portais mágicos". The New York Times Book Review

"Temos a impressão de que essa história colossal significa muito para King, que ele a conta porque precisa contá-la (...) Ele está dando o melhor de si em A Torre Negra." San Francisco Chronicle

Inspirada no universo imaginário de J.R.R. Tolkien e repleta de referências à cultura pop, às lendas arturianas e ao faroeste, a série A Torre Negra mistura ficção científica, fantasia e terror numa narrativa que forma um verdadeiro mosaico da cultura popular contemporânea. Seus sete volumes reúnem todos os temas sobre os quais Stephen King escreveu ao longo de sua carreira, até o limite da meta-ficção quando, em Canção de Susannah, a vida real do próprio autor se mistura à trama do livro.

"Eu já escrevi romances e contos suficientes para lotar o sistema solar da imaginação - mas A Torre Negra é o meu Júpiter - o planeta que brilha mais do que todos os outros. Eu me dei conta de que os livros desta série contêm todos os outros que já havia criado", define o autor.

King começou a escrever a coleção quando ainda era um estudante universitário, na década de 1970. O primeiro volume, O Pistoleiro, foi publicado inicialmente em capítulos na revista de ficção científica The Magazine of Fantasy and Science Fiction. Relançado em 1982 em forma de livro, foi seguido por A Escolha dos Três (1987), Terras Devastadas (1991) e Mago e Vidro (1997).

Cada volume era aguardado ansiosamente pelos fãs, mas o autor trabalhava na obra sem pressa, escrevendo os livros quase sem previsão de lançamento. Depois de sofrer um atropelamento quase fatal em 1999, King decidiu que era hora de terminar seu projeto mais importante. "O acidente me deu uma noção real da mortalidade, um senso de urgência que eu não tinha antes. Eu me lembrei de quando era um garoto de 22 anos que sonhava em escrever a mais longa ficção de todos os tempos e quis novamente que esse desejo fosse verdadeiro", declarou King em entrevista ao jornal inglês The Guardian.

Assim, entre os anos de 2000 e 2004, ele trabalhou como nunca para o lançamento dos três últimos volumes da série. Vieram então Lobos de Calla (2003), A Canção de Susannah (2004) e finalmente, em setembro de 2004, Torre Negra, o último volume da grande saga, chegou às livrarias americanas colocando fim a uma espera de mais de 30 anos.

Depois de concluído, o projeto suscitou algumas polêmicas. "Não importa como eu terminasse a série os leitores iriam ficar irritados comigo", afirmou King numa referência ao trecho do livro Canção de Susannah em que ele aparece como personagem da trama. Muitos leitores ficaram contrariados com o fato. "Eles reclamaram muito. E não importa quantas vezes você afirme aos leitores: vocês não entendem. Eu não fiz nada. A história da série é que me criou. Eles simplesmente não entendem isso", diz o autor.

King também explica porque a maioria de seus livros aborda a questão da morte: "Eu esqueci quem disse isto, mas é a verdade: tudo o que a literatura se propõe a fazer é nos preparar para a morte. E um dos caminhos que usamos para isso é a nossa imaginação. Um das coisas mais legais sobre a literatura fantástica é que somos capazes - numa forma alegórica - de lidar com a morte. Na literatura fantástica, quando personagens retornam a vida como fantasmas, eles apenas voltam de uma forma diferente. É uma maneira disfarçada de dizer que a vida continua."

Apesar de todo esforço dedicado à conclusão da coleção, Stephen King ainda não se considera plenamente satisfeito. "Nunca trabalhei tanto em um projeto em toda minha vida. Eu sabia o que eu queria alcançar, mas nem tudo está nestas páginas. Esse é o tormento de todo o escritor". Perguntado então se escreverá outros livros, ele é categórico: "Continuo a escrever porque não há nada melhor na vida. É o que eu sei fazer".

 

Fonte: Editora Objetiva

O que você acha sobre o livro ? Exponha sua opinião.

Nota

NOME *

e-mail (não será divulgado)

site

Comentário *

Comentários dos Leitores a Respeito de !

Seja o primeiro a opinar!

Livro do dia Livro do mês


O que ler?  O que ler?

Etapas

 Algumas perguntas

 Respostas processadas

 Filtragem do acervo

 Sugestões para você!

Indicações Indicações

Enquetes Enquetes

Em que site você costuma comprar livros?





Ver resultado

sinopsedolivro.net


O catálogo online de livros nacionais e internacionais

Política de Privacidade

Ajuda  Ajuda


Sobre  Sobre


Contato  Contato


Anuncie  Anuncie no site

Faça download de nosso Media Kit para saber como anunciar no Sinopse do Livro

Divulgue seu livro  Divulgue seu livro

oPa!Caroé